Roberto Barciela

Roberto Barciela

14/09/1966 (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)
Membro desde 22/03/2021

1

Roberto Barciela artista plástico. Nasceu no Rio de Janeiro, Brasil, em 1966, onde mora e vive atualmente.
Participa de exposições e salões de arte no Brasil e no exterior. Suas obras estão em coleções particulares.
Atualmente trabalha no ateliê do Vale das Videiras, Petrópolis, Rio de Janeiro / RJ.
Pós-graduado em Gestão Estratégica da Informação e Inteligência Competitiva, SENAC – Rio, com projeto integrador / Artigo (2008), “O Valor da Informação na Arte Contemporânea”.

Desde os anos 80 é formado pela Escola de Artes Visuais EAV, localizada no Parque Lage, Rio de Janeiro. Desde então, Roberto atua como Artista Visual.
Na França, Provence, Saint Véran, fez Residência Artística no ano de 2016, com Orientação e Curadoria de Frédéric Vinzia.
Premiado no Novíssimos 2008; Prêmio SESC de Fotografia Marc Ferrez – edição 2009; Prêmio Aquisição no 7o. Salão de Acubá – Cuiabá MT 2011.

Desenvolveu o Prêmio FGV de direitos humanos|Prêmio Paulo Sérgio Pinheiro, Conselho de Direitos Humanos da ONU, 2014. Desenvolveu 10 Prêmios para a FGV no ano de 2015, em homenagem aos Fundadores. Desenvolveu o Prêmio FGV de direitos humanos|Prêmio Carlos Augusto Ayres de Freitas Britto, 2016. Todos esses prêmios foram curados por Joaquim Falcão, FGV.
Os trabalhos de Roberto Barciela participaram da pesquisa do projeto “Pesquisa Observatório do tempo presente”.
Angelica Müller. Diretório do CNPq. Financiado com recursos PROEX/Capes e PPGH/UFF
Desenvolveu um projeto de Arte Contemporânea para o colecionador José Octávio Montesanti, em 2013.

Participa pelo Quarto ano consecutivo de exposições no exterior: França, Vaison-La-Romaine, Saint Véran, Cite’ Médievale, La Galerie. Edição 2017 / 2016 / 2015 / 2014.

Como artista plástico, atua em assistências, projetos, exibições e exposições no Brasil e exterior.

Pela Barciela Studios|Maker, criou e produziu mostras de Artes Visuais, Cinema, Fotografias e Instalações – organizadas pelo Instituto Pão de Açúcar de Desenvolvimento Humano e o Grupo Amil. Criou e dirigiu, por três anos, o Núcleo Cultural Amil, onde fomentou e implantou projetos de Artes Plásticas no Brasil e exterior.

Obras de arte

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
OK