Lilian Camelli

Lilian Camelli

08/11/1958 (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Membro desde 28/02/2023

0

Redes sociais
Site: liliancamelli.com.br

E-mail: camelli.lilian@gmail.com

Instagram: liliancamelli.arte

WhatsApp: (11) 99592-9494

Pintora, Lilian Camelli tem por norte da sua pesquisa a reconstrução da espacialidade de interiores e o movimento pictórico na abstração. O seu trabalho mobiliza uma certa percepção da passagem do tempo que envolve a memória e todo um dado associado à feminilidade e às suas lembranças de infância. Recentemente, Lilian tem trabalhado também com gravura e desenho, bem como se interessado por temas relacionados a cultura Guarani e povos originários paraguaios.
 
Apresentou sua primeira exposição individual em 2013, na Academia Brasileira de Arte, Cultura e História (São Paulo). Desde então, realizou diversas exposições individuais nacionais e internacionais, como Nostalgia, na Galeria Trapiche (Maranhão, Brasil) e no Centro Cultural Carlos Colombino (Assunção, Paraguai); Cromo-Grafías, no Centro Cultural de la República El Cabildo com curadoria de Carlos Sosa (Assunção, Paraguai); Tempos Idos e Vividos, na Galeria Estação com curadoria de Vera Novis (São Paulo, Brasil); Fluidez entre ñandutis e girassóis, no Subsolo/Laboratório de Arte com curadoria de Andrés Hernandéz (Campinas, Brasil); Quase Memória, na Galeria Arte FASAM com curadoria de Pollyana Quintella (Belo Horizonte, Brasil); A Superfície do Mundo, na Artur Fidalgo Galeria com curadoria de Vanda Klabin (Rio de Janeiro, Brasil); Uma piel de la memória, na Galeria Exaedro com curadoria de Carlos Sosa (Assunção, Paraguai).
 
Recebeu, além disso, o Prêmio Gente de Arte de 2022, no Paraguai, e participou de mostras coletivas como Reconstruyendo Metáforas (Hartmann Art Office, Santa Cruz de la Sierra, Bolívia, 2020), Bienal das Artes Sesc (Distrito Federal, 2018), exposição coletiva do Programa de Exposições MARP 2019 (Ribeirão Preto, 2019), Tardes de Terça (Centro Histórico e Cultural Mackenzie, São Paulo, 2019), primeira e da segunda edição da Bienal Internacional de Assunção (Paraguai, 2015 e 2017), Búsquedas (Assunção, Paraguai, 2014), Galeria de Arte ADA (Barcelona, Espanha, 2012), dentre muitas outras.
 
Possui obras em diversas coleções, incluindo a Academia Brasileira de Arte, Cultura e História (Distrito Federal); a Coleção Centro de Arte Contemporânea Wifredo Lam (Havana, Cuba); o Nipissing Region Curatorial Collective; e o Museu da Dança (Assunção, Paraguai). Realizou residência artística na Casa Tandem (Argentina) e no Proyecto Expedição Inter Conexões + Arte em Diálogos (Havana, Cuba). Atualmente, integra o grupo de estudos do artista Paulo Pasta, no Instituto Tomie Ohtake (São Paulo).

Obras de arte

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
OK